Ferramentas Auxiliares (Casa do Senhor) - Rádio Web Online - Dicionário Bíblico Online

 


 

A ESPERAÇA DO CRENTE SEGUNDO  A  BÍBLIA

 

"Eis que os olhos do Senhor estão sobre os que o temem, sobre os que esperam na sua benignidade, para os livrar da morte, e para os conservar vivos na fome." (Salmos 33:18-19)

A ESPERANÇA BÍBLICA DO CRENTE

A esperança, pela sua própria natureza, diz respeito ao futuro:

"Porque na esperança fomos salvos. Ora, a esperança que se vê não é esperança; pois o que alguém vê, como o espera? Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o aguardamos." (Romanos 8:24-25)

Porém, ela abrange muito mais do que uma simples vontade ou anseio por algo futuro.

Esta esperança consiste numa certeza na alma, uma firme confiança sobre as coisas futuras, porque tais coisas decorrem da REVELAÇÃO e das PROMESSAS DE DEUS.

A esperança bíblica do crente está intimamente vinculada:

O salmista expressa claramente este fato mediante um paralelo entre "CONFIANÇA" e "ESPERANÇA".

"Não confieis em príncipes, nem em filho de homem, em quem não há auxílio. Sai-lhe o espírito, e ele volta para a terra; naquele mesmo dia perecem os seus pensamentos. Bem-aventurado aquele que tem o Deus de Jacó por seu auxílio, e cuja esperança está no Senhor seu Deus." (Salmos 146:3-5)

"Bendito o varão que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor." (Jeremias 17:7)

Por conseguinte, a esperança firme do crente é uma esperança que "não traz confusão":

"E a esperança não desaponta, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado." (Romanos 5:5)

"Em ti confiaram nossos pais; confiaram, e tu os livraste. A ti clamaram, e foram salvos; em ti confiaram, e não foram confundidos." (Salmos 22:4-5)

"Reis serão os teus aios, e as suas rainhas as tuas amas; diante de ti se inclinarão com o rosto em terra e lamberão o pó dos teus pés; e saberás que eu sou o Senhor, e que os que por mim esperam não serão confundidos." (Isaías 49:23)

A esperança, portanto, é uma âncora para o crente através da vida: 

"Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossivel que Deus minta, tenhamos poderosa consolação, nós, os que nos refugiamos em lançar mão da esperança proposta. A qual temos como âncora da alma, segura e firme, e que penetra até o interior do véu; aonde Jesus, como precursor, entrou por nós, feito sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque." (Hebreus 6:18-20)

A BASE DA ESPERANÇA DO CRENTE

O alicerce da esperança segura do crente procede da natureza de Deus, de Jesus Cristo e da Palavra de Deus.

(1) As Escrituras revelam como Deus sempre foi fiel, no passado, ao seu povo.

O Salmo 22, por exemplo, revela a luta de Davi numa situação pessoal crítica, que ameaça a sua vida. Todavia, ao meditar nos feitos de Deus no passado ele confia que Deus o livrará:

"Em ti confiaram nossos pais; confiaram, e tu os livraste." (Salmos 22:4)

O poder maravilhoso que o Deus Criador já manifestou em favor do seu povo está exemplificado no êxodo, na conquista de Canaã, nos milagres de Jesus e dos apóstolos, e em casos semelhantes, os quais edificam a nossa confiança no Senhor como nosso Ajudador:

"O nosso socorro está no nome do Senhor, que fez os céus e a terra." (Salmos 124:8)

"De modo que com plena confiança digamos: O Senhor é quem me ajuda, não temerei; que me fará o homem?" (Hebreus 13:6)

"Eu vos tomarei por meu povo e serei vosso Deus; e vós sabereis que eu sou Jeová vosso Deus, que vos tiro de debaixo das cargas dos egípcios." (Êxodo 6:7)

Por outro lado, aqueles que não conhecem a Deus não têm em que se firmar para terem esperança:

"Estáveis naquele tempo sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos aos pactos da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo." (Efésios 2:12)

"Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais como os outros que não têm esperança." (1Tessalonicenses 4:13)

(2) A plenitude da revelação do novo concerto em Jesus Cristo acresce mais uma razão para a esperança inabalável em Deus.

Para o crente, o Filho de Deus veio para destruir as obras do diabo:

"Quem comete pecado é do Diabo; porque o Diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo." (1 João 3:8)

O DIABO É O "DEUS DESTE SÉCULOS"

"Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus." (2 Coríntios 4:4)

"O qual se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de nosso Deus e Pai" (Gálatas 1:4)

"Portanto, visto como os filhos são participantes comuns de carne e sangue, também ele semelhantemente participou das mesmas coisas, para que pela morte derrotasse aquele que tinha o poder da morte, isto é, o Diabo." (Hebreus 2:14)

"Sabemos que somos de Deus, e que o mundo inteiro jaz no Maligno." (1 João 5:19)

Jesus, ao expulsar demônios durante o seu ministério terreno, demonstrou seu poder sobre Satanás. Além disso, pela sua morte e ressurreição, Ele esmagou o poder de Satanás. E demonstrou o poder do reino de Deus:

"Agora é o juízo deste mundo; agora será expulso o príncipe deste mundo." (João 12:31)

Não é de se estranhar, portanto, o que Pedro exclama a respeito da nossa esperança:

"Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos" (1 Pedro 1:3).

Jesus é, pois, chamado nossa esperança:

"A quem Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, a esperança da glória." (Colossenses 1:27)

"Paulo, apóstolo de Cristo Jesus, segundo o mandado de Deus, nosso Salvador, e de Cristo Jesus, esperança nossa." (1Timóteo 1:1)

Devemos depositar nEle a nossa esperança, mediante o poder do Espírito Santo:

"E outra vez, diz também Isaías: Haverá a raiz de Jessé, aquele que se levanta para reger os gentios; nele os gentios esperarão. Ora, o Deus de esperança vos encha de todo o gozo e paz na vossa fé, para que abundeis na esperança pelo poder do Espírito Santo." (Romanos 15:12-13)

"Portanto, cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios, e esperai inteiramente na graça que se vos oferece na revelação de Jesus Cristo." (1 Pedro 1:13)

"E acontecia que quando Moisés levantava a mão, prevalecia Israel; mas quando ele abaixava a mão, prevalecia Amaleque." (Êxodo 17:11) 

A PALAVRA DE DEUS É A TERCEIRA BASE DA ESPERANÇA

Deus revelou sua Palavra através dos profetas e apóstolos no passado; Ele os inspirou pelo Espírito Santo para escreverem isentos de erros:

"Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça." (2 Timóteo 3:16)

"E temos ainda mais firme a palavra profética à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma candeia que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça e a estrela da alva surja em vossos corações; sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade dos homens, mas os homens da parte de Deus falaram movidos pelo Espírito Santo." (2 Pedro 1:19-21)

Pelo fato de que sua eterna Palavra permanece firme nos céus:

"Para sempre, ó Senhor, a tua palavra está firmada nos céus." (Salmos 119:89);

Podemos depositar nossa esperança nessa Palavra:

"Lembra-te da palavra dada ao teu servo, na qual me fizeste esperar." (Salmos 119:49)

"Aguardo ao Senhor; a minha alma o aguarda, e espero na sua palavra." (Salmos 130:5)

"E agora estou aqui para ser julgado por causa da esperança da promessa feita por Deus a nossos pais." (Atos 26:6)

"Porquanto, tudo que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que, pela constância e pela consolação provenientes das Escrituras, tenhamos esperança." (Romanos 15:4)

De fato, tudo quanto sabemos a respeito de Deus e de Jesus Cristo vem da revelação infalível das Sagradas Escrituras.

A SUMA ESPERANÇA DO CRENTE

A suprema esperança e confiança do crente não deve estar em seres humanos:

"Um rei não se salva pela multidão do seu exército; nem o homem valente se livra pela muita força. O cavalo é vã esperança para a vitória; não pode livrar ninguém pela sua grande força." (Salmos 33:16-17)

"Não se deleita na força do cavalo, nem se compraz nas pernas do homem. O Senhor se compraz nos que o temem, nos que esperam na sua benignidade." (Salmos 147:10-11)

Nem em bens materiais, nem em dinheiro:

"Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do Senhor nosso Deus." (Salmos 20:7)

"Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consumem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração." (Mateus 6:19-21)

"Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a sua esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que nos concede abundantemente todas as coisas para delas gozarmos" (1Timóteo 6:17)

"Disse também o Senhor a Arão: Na sua terra herança nenhuma terás, e no meio deles nenhuma porção terás; eu sou a tua porção e a tua herança entre os filhos de Israel." (Números 18:20)

Antes deve estar em Deus, no seu Filho Jesus e na sua Palavra.

E EM QUE CONSISTE ESTA ESPERANÇA?

(1) Temos esperança na graça de Deus e no livramento que Ele nos oferece, nas tribulações desta vida presente:

"Eis que os olhos do Senhor estão sobre os que o temem, sobre os que esperam na sua benignidade, para os livrar da morte, e para os conservar vivos na fome." (Salmos 33:18-19)

"Como o cervo anseia pelas correntes das águas, assim a minha alma anseia por ti, ó Deus! A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando entrarei e verei a face de Deus? As minhas lágrimas têm sido o meu alimento de dia e de noite, porquanto se me diz constantemente: Onde está o teu Deus? Dentro de mim derramo a minha alma ao lembrar-me de como eu ia com a multidão, guiando-a em procissão à casa de Deus, com brados de júbilo e louvor, uma multidão que festejava. Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação que há na sua presença." (Salmos 42:1-5)

"Em ti, Senhor, me refugio; nunca seja eu confundido. Na tua justiça socorre-me e livra-me; inclina os teus ouvidos para mim, e salva-me. Sê tu para mim uma rocha de refúgio a que sempre me acolha; deste ordem para que eu seja salvo, pois tu és a minha rocha e a minha fortaleza. Livra-me, Deus meu, da mão do ímpio, do poder do homem injusto e cruel, pois tu és a minha esperança, Senhor Deus; tu és a minha confiança desde a minha mocidade." (Salmos 71:1-5)

"Não me sejas por espanto; meu refúgio és tu no dia da calamidade. Envergonhem-se os que me perseguem, mas não me envergonhe eu; assombrem-se eles, mas não me assombre eu; traze sobre eles o dia da calamidade, e destrói-os com dobrada destruição." (Jeremias 17:17-18)

(2) Temos esperança de que chegará o dia em que nossas tribulações cessarão aqui na terra, quando esta não estará mais sujeita à corrupção, e terá lugar a redenção (ressurreição) do nosso corpo:

"Pois tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada. Porque a criação aguarda com ardente expectativa a revelação dos filhos de Deus. Porquanto a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa daquele que a sujeitou, na esperança de que também a própria criação há de ser liberta do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.

Porque sabemos que toda a criação, conjuntamente, geme e está com dores de parto até agora; e não só ela, mas até nós, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, aguardando a nossa adoração, a saber, a redenção do nosso corpo. Porque na esperança fomos salvos. Ora, a esperança que se vê não é esperança; pois o que alguém vê, como o espera? Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o aguardamos." (Romanos 8:18-25)

"Porquanto está alegre o meu coração e se regozija a minha alma; também a minha carne habitará em segurança. Pois não deixarás a minha alma no Seol, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção." (Salmos 16:9-10)

"Aguardando, e desejando ardentemente a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se dissolverão, e os elementos, ardendo, se fundirão?" (2 Pedro 3:12)

"Tendo esperança em Deus, como estes mesmos também esperam, de que há de haver ressurreição tanto dos justos como dos injustos." (Atos 24:15)

(3) Temos esperança da consumação da nossa salvação:

"Mas nós, porque somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação." (1 Tessalonicenses 5:8)

(4) Temos a esperança de uma casa eterna nos novos céus:

"Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus. Pois neste tabernáculo nós gememos, desejando muito ser revestidos da nossa habitação que é do céu, se é que, estando vestidos, não formos achados nus. Porque, na verdade, nós, os que estamos neste tabernáculo, gememos oprimidos, porque não queremos ser despidos, mas sim revestidos, para que o mortal seja absorvido pela vida.Ora, quem para isto mesmo nos preparou foi Deus, o qual nos deu como penhor o Espírito." (2 Coríntios 5:1-5)

"Nós, porém, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e uma nova terra, nos quais habita a justiça." (2 Pedro 3:13)

"Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito; vou preparar-vos lugar." (João 14:2)

Naquela cidade cujo arquiteto e edificador é Deus:

"Porque esperava a cidade que tem os fundamentos, da qual o arquiteto e edificador é Deus." (Hebreus 11:10)

(5) Temos a bendita esperança da vinda gloriosa do nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo:

"Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus." (Tito 2:13)

Quando, então, os crentes serão arrebatados da terra, para o encontro com Ele nos ares:

"Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais como os outros que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressurgiu, assim também aos que dormem, Deus, mediante Jesus, os tornará a trazer juntamente com ele. Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que já dormem. Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras." (1Tessalonicenses 4:13-18)

E, quando, então, nós o veremos como Ele é e nos tornaremos semelhantes a Ele:

"Mas a nossa pátria está nos céus, donde também aguardamos um Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o corpo da nossa humilhação, para ser conforme ao corpo da sua glória, segundo o seu eficaz poder de até sujeitar a si todas as coisas." (Filipenses 3:20-21)

"Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifesto o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é, o veremos. E todo o que nele tem esta esperança, purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro." (1 João 3:2-3)

(6) Temos a esperança de receber a coroa:

Finalmente, temos a esperança da vida eterna:

"Na esperança da vida eterna, a qual Deus, que não pode mentir, prometeu antes dos tempos eternos." (Tito 1:2)

"Para que, sendo justificados pela sua graça, fôssemos feitos herdeiros segundo a esperança da vida eterna." (Tito 3:7)

Da vida garantida a todos que confiam no Senhor Jesus Cristo e o obedecem:

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3:16)

"Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que crê tem a vida eterna." (João 6:47)

"E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida. Estas coisas vos escrevo, a vós que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna." (1 João 5:11-13)

Com promessas tão grandes reservadas àqueles que esperam em Deus e no seu Filho Jesus, Pedro nos conclama:

"Estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós." (1 Pedro 3:15)


Este estudo foi visualizado 25318vez(es)

Ir para o Portal Casa do Senhor - Clique Aqui

Estudos Bíblicos

Copyright(c) 2003-2011. Ministério Internacional Casa do Senhor. Todos os direitos reservados.
Rádio Web Nova Vida - www.casadosenhor.com.br ou www.casadosenhor.pt